OUTROS DESTAQUES
Como a Anatel imagina o funcionamento do Fust
terça-feira, 23 de março de 1999 , 22h34 | POR REDAÇÃO

Renato Guerreiro explicou como imagina que pode ser feita a utilização do Fust – o fundo para universalização das telecomunicações. Por decisão política (que pode ser em nível municipal ou estadual ou pela União) fica definido que determinadas localidades que têm menos de 300 habitantes, que não serão contempladas pelas metas de universalização, serão atendidas com recursos do Fundo. A partir disso, a Anatel faz uma licitação e a empresa que oferecer a menor possibilidade de utilização do Fundo, ou seja, que se propuser a instalar o serviço telefônico com mais recursos próprios, leva a outorga. Guerreiro acredita que as concessionárias e as já autorizadas espelhos terão melhores chances de oferecer condições melhores.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top