OUTROS DESTAQUES
Embratel não perdeu totalmente a disputa com teles, acreditam analistas
quarta-feira, 22 de maio de 2002 , 22h29 | POR REDAÇÃO

Na avaliação de vários dos profissionais ouvidos por TELETIME News, não se pode considerar perdida a causa da Embratel em relação à sua demanda contra as operadoras de telefonia fixa. Em primeiro lugar, a Anatel ainda tem dois meses para concluir os estudos sobre o assunto, sendo que o próprio relator do Cade declarou que esse prazo pode ser prorrogado. Quando a Anatel chegar a uma conclusão, a matéria volta para o Cade, para o parecer final sobre o caso. Enquanto isso, a Telefônica continuará fora da telefonia de longa distância nacional e haverá espaço para novas negociações sobre as tarifas. Qualquer redução será um enorme ganho tanto para a Embratel quanto para a Intelig, uma vez que a despesa com o uso das redes das operadoras fixas corresponde a algo entre 65% a 70% dos custos totais da longa distância. De qualquer forma, mudou a trajetória das ações da Embratel e da Telesp na bolsa: nesta quarta-feira, 22,enquanto a primeira caiu quase 5%, a segunda recuou 1,98%, menos com a queda de 2,62% do Ibovespa.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top