OUTROS DESTAQUES
Baixa ocorreu apesar de boas notícias sobre WorldCom
quarta-feira, 22 de maio de 2002 , 22h29 | POR REDAÇÃO

No raciocínio dos analistas do mercado de ações, uma eventual decisão favorável à Embratel no Cade poderia se combinar com as boas notícias vindas do exterior a respeito dos novos lances da reestruturação financeira da sua controladora, a MCI/WorldCom. O sucesso da WorldCom lá fora não apenas reduz o risco de falência do grupo (inclusive da Embratel), como dá fôlego à companhia para organizar a venda de ativos (inclusive a Embratel) em condições melhores e nos prazos previstos pela lei brasileira de telecomunicações. De fato, a controladora, depois de conseguir crédito de US$ 1,5 bilhão para fazer frente aos vencimentos de curto prazo, anunciou sua decisão de tirar o MCI Group do índice especial da Nasdaq de "tracking stock" em 12 de julho (na prática, um fechamento de capital) o que permitirá obter uma economia de US$ 284 milhões, os quais se converterão em caixa para a empresa. Analistas americanos acreditam que a empresa poderá obter, "com certa facilidade", os US$ 5 bilhões necessários para a total reestruturação de sua dívida. O resultado foi uma alta de 16% de WCOM e de quase 40% de MCIT.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top