OUTROS DESTAQUES
Como fica a privatização do Sistema Telebrás
quarta-feira, 22 de abril de 1998 , 23h20 | POR REDAÇÃO

No Ministério das Comunicações, a fragilização momentânea do senador Antônio Carlos Magalhães, devido à morte de seu filho Luís Eduardo Magalhães, é tida como favorável ao processo de privatização na telefonia. "Com a morte de Sérgio Motta, era esperada e temida, até mesmo pelo presidente FHC, uma nova ofensiva de ACM sobre o Minicom", declara uma fonte do governo. A fonte lembra ainda que a cada lance de enfraquecimento de Motta, o presidente do Senado recolocava sua antiga ambição de retomar o poder nas comunicações, disputa política que poderia prejudicar o andamento essencialmente técnico do processo de privatização.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top