OUTROS DESTAQUES
Mercado
Telecom Italia também tem saída de membros do conselho
quinta-feira, 22 de março de 2018 , 18h18

Após anúncio da saída de conselheiros da TIM Brasil na semana passada, sua controladora, a Telecom Italia, também observou vários membros do conselho pedindo renúncia nesta semana. Entre os diretores a deixar a companhia está o chairman Arnaud de Puyfontaine, que também é CEO da acionista majoritária Vivendi, e o vice-presidente executivo Giuseppe Recchi – para seu lugar, foi indicado o ex-chairman da companhia, Franco Bernabè, que ainda era membro do comitê estratégico. Segundo a imprensa internacional, a debandada estaria ocorrendo por conta de uma tentativa de tomada de controle da empresa (voltando às mãos de italianos) por parte do fundo Elliot Management, que por outro lado, negou.

Nesta quinta-feira, 22, uma assembleia foi convocada para discutir a pauta submetida pela Elliot para tratar da renovação total do conselho. Uma nova AGE foi marcada para o dia 4 de maio próximo, e tratará do assunto. Segundo o estatuto social da Telecom Italia, o conselho será apontado baseado nas chapas submetidas pelos acionistas detentores de ao menos 0,5% do capital votante.

Saíram da Telecom Italia o presidente executivo (e membro do comitê estratégico) Arnaud de Puyfontaine; e os diretores Camilla Antonini, Frédéric Crépin, Félicité Herzog, Marella Moretti e Harvé Philippe. Também deixou a companhia a diretora Anna Jones, que era um membro independente do comitê de nomeação e remuneração. Ao sair, os executivos expressaram "a esperança de que essa movimentação poderia ajudar a clarificar e dar certeza à governança da companhia, passando a responsabilidade de apontar uma nova mesa para a Assembleia de Acionistas, de acordo com as regras da lei atuais", de acordo com a companhia.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top