OUTROS DESTAQUES
4G
LTE se torna tecnologia mais popular do mundo em 2017
quinta-feira, 22 de março de 2018 , 19h29

O LTE se tornou a tecnologia móvel mais popular no mundo ao final de 2017, de acordo com dados da consultoria Ovum divulgados nesta quinta-feira, 22, pela associação setorial 5G Americas. A quarta geração de redes móveis correspondia a 35% do total do mercado no quarto trimestre do ano passado, um total de 2,8 bilhões de conexões em 585 redes no mundo inteiro. Dessas, 233 operam com a tecnologia LTE-Advanced.

A previsão é que o total LTE no mundo chegue a 3 bilhões ao final de 2018, passando para 4 bilhões no ano seguinte e 5 bilhões em 2021 e 5,6 bilhões em 2022, quando será 60% do mercado total. A Ovum espera que a tecnologia mantenha o ritmo de crescimento (que foi de 42% em 2017) nos próximos anos.

A América Latina fechou o ano com 690 milhões de acessos de banda larga móvel, sendo 201 milhões de conexões LTE (ou seja, o Brasil foi responsável por metade desses acessos, de acordo com dados da Anatel do mesmo período), um crescimento de 67% no comparativo anual e um market share de 29%. A previsão é que totalize 258 milhões de acessos até o final de 2018, incluindo M2M. E em 2019, deverá se tornar a tecnologia mais prevalente no bloco, atingindo em 2022 um total de 500 milhões de acessos, também incluindo M2M.

A entidade afirma ainda que o mercado latino-americano encerrou o ano passado com 18 redes de LTE-Advanced comercialmente. E diz que todos os países da região, exceto Cuba, deverão ter pelo menos uma rede com a tecnologia. Além disso, prevê testes com o futuro padrão 5G ainda este ano.

Para efeito de comparação, de acordo com dados da Anatel relativos a dezembro de 2017, as conexões 4G eram responsáveis por 43,23% da base móvel total no Brasil, ou 102,238 milhões de linhas. Em janeiro deste ano, já havia crescido para um market share de 44,66%, total de 105,497 milhões de conexões. 

No resto do mundo

O maior mercado 4G é o da América do Norte, onde representa 74% das conexões móveis. Na Oceania e Leste/Sudeste da Ásia, a tecnologia está em 56% dos acessos, enquanto na Europa Ocidental o percentual é de 44%.

A pesquisa da Ovum afirma que eram 353 milhões de conexões LTE no quarto trimestre de 2017 na América do Norte, um crescimento anual de 16% (ou 48 milhões de adições líquidas no período). A previsão é que a LTE chegue a 491 milhões de acessos até o final de 2021, mas esse montante inclui conexões máquina-a-máquina (M2M). A partir de então, deverá cair, enquanto a futura 5G deverá totalizar 31 milhões de conexões no mesmo ano.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top