OUTROS DESTAQUES
Consolidação
GVT confirma interesse pela Vésper. Embratel pode estar na lista
quarta-feira, 21 de Maio de 2003 , 20h14 | POR LUIZ MOURA

A GVT, segundo seu presidente, Amos Genish, manifestou interesse aos acionistas da Vésper de adquirir a operadora. Segundo o executivo, não foi formalizada, no entanto, nenhuma proposta envolvendo valores. A empresa aguarda ainda uma melhor definição de como serão vendidos os ativos da Vésper para só depois estabelecer sua oferta, segundo Genish. Isto porque uma possibilidade esperada é a venda dos ativos e licenças da empresa de forma desmembrada. A Vésper tem autorizações de telefonia fixa para as regiões I e III do PGO, além de autorizações para Serviço Móvel Pessoal (SMP) para São Paulo, Minas Gerais e seis estados do Nordeste.
Além da GVT, a Embratel também é citada por fontes do mercado como outra potencial compradora da espelho. A empresa não retornou à reportagem de TELETIME News para confirmar ou desmentir a informação.
Apesar da dívida da carrier, reestruturada recentemente, e da situação financeira complicada de sua controladora, a MCI, a aquisição seria justificável economicamente. Isto porque a Embratel tem de dar continuidade a seu avanço na telefonia local para poder manter-se na competição com as demais concessionárias de telefonia fixa. E um ativo desvalorizado como o da Vésper poderia ser uma solução mais em conta do que a construção de rede própria.

Apertando o cinto

Marco Aurélio Rodrigues, presidente da Qualcomm (controladora da Vésper), evita revelar qualquer nome envolvido em eventuais negociações para a compra da espelho. ?Havia três companhias inicialmente. Mas surgiram mais. Existem empresas tanto de dentro como de fora do País?, limita-se a informar.
Rodrigues também não confirma se a espelho já não conta mais com o aporte mensal de recursos da Qualcomm, que seria cortado como a própria empresa revelou em abril, nos Estados Unidos. ?Tudo o que posso dizer é que a Vésper está apertando o cinto para se adequar à falta de recursos?, afirma. Depois de um corte recente de 240 empregados, a empresa, segundo informações no mercado negadas pela empresa, estaria preparando novo enxugamento, envolvendo outros 500 funcionários para o final deste mês.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor de telecomunicações, discutirá em 2018 os rumos da indústria depois do ciclo de sucesso completado com os 20 anos da privatização do sistema estatal de telecomunicações. A realidade da Internet das Coisas, a chegada da tecnologia de 5G, a necessidade um ambiente mais flexível e dinâmico para os investimentos essenciais a esta nossa etapa e um modelo preparado para o futuro são alguns dos desafios em debate, com presença dos presidentes das principais empresas prestadoras de serviços e provedoras de tecnologias, além de autoridades, reguladores e especialistas.
Em sua edição de número 62, o Painel TELEBRASIL 2018 ganha um dia a mais de debates, com mais espaço e oportunidades para a troca de informações, relacionamento e atualização, tanto para profissionais da indústria quanto para reguladores e formuladores de políticas, que têm acesso gratuito ao evento (mediante inscrição prévia). É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas neste novo ciclo.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
EVENTOS

Evento oficial da Associação Brasileira de Empresas de Telecomunicações, o Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor. É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top