OUTROS DESTAQUES
Intelig quer fechar contrato guarda-chuva para os três tipos de unbundling
quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2002 , 20h24 | POR REDAÇÃO

A Intelig faz questão que o contrato a ser firmado com a Telefônica contemple também os tipos mais brandos de unbundling, conhecidos como line sharing e bitstream. "Essas outras modalidades podem ser úteis em alguns casos porque sua implementação é mais rápida", explicou o diretor de assuntos regulatórios da Intelig, Alain Rivière. Segundo o executivo, a Intelig não admite a possibilidade de assinar primeiramente um acordo de full unbundling e deixar para depois os acordos para as demais modalidades. "Queremos que seja um contrato único, do tipo guarda-chuva", diz Riviére.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top