OUTROS DESTAQUES
CRISE DA OI
Para Kassab, solução para a Oi ou vem do mercado ou da intervenção
quarta-feira, 29 de novembro de 2017 , 16h43

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, reafirmou nesta quarta-feira, 29, que a solução para os problemas da Oi tem que vir do mercado ou da intervenção. "O governo torce e trabalha dentro do que a ética lhe permite por uma solução de mercado, mas a Anatel está com uma vigilância muito eficiente, tranquilizando todo o país", disse.

Kassab não quis comendar nada sobre a renúncia do presidente da operadora, Marco Schroeder, ocorrida na semana passada. Para ele, Anatel tem adotado todas as providências no sentido de preserver o interesse público, daquilo que é uma concessão com problemas. "Graças à eficiência da agência tem se proporcionado a todo o país uma tranquilidade, ninguém faz qualquer comentário nem há expectativa de caos, todos sabem que terá uma solução", disse.

O ministro afirma que não há intransigência do governo em apresentar uma proposta para equacionar os débitos da operadora com os órgãos públicos. Kassab entende que ao governo não basta boa vontade para apresentar uma solução para os créditos públicos, o governo precisa seguir regras, e créditos públicos têm que ter um tratamento diferenciado dos créditos privados. "O governo não pode correr o risco de cometer uma ação de improbidade e, portanto, qualquer que seja a solução tem que estar amparada por consultas ou manifestações oficiais da AGU, do MPF, para que tenhamos uma solução não contestada", concluiu.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top