OUTROS DESTAQUES
TV DIGITAL
Gired adia desligamento do sinal analógico no interior de São Paulo
terça-feira, 28 de novembro de 2017 , 14h48

O desligamento do sinal analógico da TV aberta em Santos (SP), previsto para esta quarta-feira, 29, foi adiado para o dia 20 de dezembro. Já em Campinas e no Vale do Paraíba, também marcado para esta quarta, o switch-off acontecerá só no ano que vem, no dia 17 de janeiro. E o desligamento do sinal em Ribeirão Preto e Franca foi postergado para o dia 31 de janeiro de 2018.

A decisão do Gired (grupo de implementação da digitalização), tomada nesta terça-feira, 28, se baseou na pesquisa do Ibope, que mede o grau de digitalização das cidades. Segundo o levantamento, em Santos o percentual atingido foi de 89%. Em Campinas o percentual foi de 88%. No Vale do Paraíba o percentual auferido foi de 88%. Em todas estas cidades a projeção do percentual na data do desligamento originalmente prevista já indicava 90%, mas o Gired vem sendo rigoroso com o critério, que exige 90% na data da pesquisa. O desligamento destas cidades é essencial para que a faixa de 700 MHz possa ser definidamente liberada na capital paulista, por conta da interferência.

Em Ribeirão Preto a pesquisa indicou que 84% dos domicílios contam com sinal digital. Em Franca, o percentual atingido foi de 80%. Ou seja, todos os percentuais abaixo do exigido pela norma que rege o desligamento do sinal analógico, de no mínimo 90% dos domicílios aptos a recepcionar a programação digital, e neste caso mesmo as projeções ainda apontavam para um número insuficiente, daí o adiamento mais longo.

Segundo o cronograma, apenas parte do interior paulista vai ser digitalizada neste momento. Outras partes do estado serão digitalizadas em 2018. A região Sul será a próxima a ter o sinal analógico desligado. O desligamento em Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre está previsto para ocorrer no dia 31 de janeiro de 2018.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top