OUTROS DESTAQUES
Crise da Oi
"Oi necessita que credores e acionistas tenham bom senso", disse Schroeder, ao deixar a empresa
sexta-feira, 24 de novembro de 2017 , 19h46

A renúncia de Marco Schroeder da presidência da Oi, antecipada por este noticiário às 15:00, foi confirmada, às 17:10. As razões apresentadas por Schroeder aos funcionários da empresa estão, obviamente, relacionadas à recuperação judicial. "Infelizmente não consegui viabilizar a aprovação em Conselho de um Plano Alternativo que possa acreditar e defender, entendo que o meu ciclo se encerra, mais a Oi necessita que credores e acionistas tenham o bom senso de apoiar um plano que possa impulsionar o futuro da Oi", disse ele em comunicado interno. No próximo dia 29 o conselho de administração deve se reunir para designar as funções dos diretores estatutários indicados pelo conselho mas ainda sem cargo: João Vicente e Hélio Costa. Não se sabe ainda se o conselho indicará um substituto antes disso. Há dúvidas sobre a possibilidade de Costa ou Vicente serem colocados no comando da empresa, por conta das limitações impostas pela Anatel e pelo juízo da recuperação judicial.

A seguir, a carta escrita por Marco Schroeder aos funcionários da empresa.

"Hoje acertei junto com o Conselho da Oi o encerramento deste segundo ciclo que tive a oportunidade profissional de viver na companhia. Quando assumi em junho de 2016 como CEO não imaginava os desafios e vitorias que iria construir juntos com todo o time da Oi, aliás acho que ninguém imaginava.

Somente 10 dias após a minha posse entramos com o pedido de Recuperação Judicial, conseguimos reverter desde então a queima de caixa, não somente vinculada a dívida, mais operacional, que já durava muitos anos, aumentamos nossa posição de caixa em mais de R$ 2 bilhões. Melhoramos praticamente todos os indicadores de qualidade em percentuais muito significativos, quedas anuais de 30% nas reclamações junto a Anatel, 60% nas reclamações no JEC somente para ficar em alguns exemplos. Forte redução de custo, mais de R$ 1,5 bilhão de redução entre o 9M16 e o 9M17. Lançamos novos produtos, focamos no nosso projeto digital, cuidamos dos nossos clientes !!!

O caminho ainda é longo, sei que numa indústria intensiva em capital a Oi precisa iniciar um ciclo de novos investimentos que permita a retomada do crescimento das suas receitas.

Este novo ciclo se inicia com a aprovação do Plano de RJ e o aumento de capital. Reestruturar o balanço e investir são essenciais para este novo momento. As condições para aprovar o Plano estão postas, tenho certeza que este objetivo aproxima clientes, governo, acionistas, credores e funcionários. Sempre terão interesses individuais que podem divergir, mais o importante neste momento é convergir para o acordo possível.

Infelizmente não consegui viabilizar a aprovação em Conselho de um Plano Alternativo que possa acreditar e defender, entendo que o meu ciclo se encerra, mais a Oi necessita que credores e acionistas tenham o bom senso de apoiar um plano que possa impulsionar o futuro da Oi".

COMENTÁRIOS

1 Comentário

  1. Erick disse:

    Marco Schoroeder salvou a Oi ou ajudou a salva-la ate aqui… Agora os acionistas precisam se entender para salvar a Oi ou a ANATEL intervir logo.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top