OUTROS DESTAQUES
INVESTIGAÇÃO
CEF e empresas de TI em Brasília são alvos de operação da PF
terça-feira, 14 de novembro de 2017 , 15h54

A Polícia Federal cumpriu, nesta terça-feira, 14, dez mandados de busca e apreensão na Caixa Econômica Federal (CEF) e em empresa de consultoria para analisar contratos da área de Tecnologia da Informação no valor acima de R$ 380 milhões, sob suspeita de irregularidades. A operação denominada Backbone envolveu perto de 50 policiais federais em Brasília.

Segundo a PF, as empresas de TI repassavam os valores indevidos para a empresa de consultoria por meio de contratos de prestação de serviços, em princípio, inexistentes. Além disso, parte dos valores recebidos era distribuída pela empresa de consultoria para os demais membros da organização criminosa. Para justificar o acréscimo patrimonial, os empregados da CEF e o sócio administrador da empresa de consultoria celebravam contratos de compra e venda de imóveis, viabilizando assim o branqueamento de capitais.

O grupo é formado por empregados da CEF, empresários da área de TI e uma empresa de consultoria pertencente a um ex-funcionário da CEF. Os envolvidos responderão, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva e organização criminosa.

Em nota, a CEF afirmou que "forneceu informações e documentos, previamente à deflagração da Operação Backbone, contribuindo para a apuração dos fatos". Informou ainda "que não houve busca e apreensão em suas dependências e que continua prestando irrestrita colaboração com a Polícia Federal".

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top