OUTROS DESTAQUES
LEGISLAÇÃO
Câmara transfere paras as teles obrigação de bloquear sinal de celular em presídios
quarta-feira, 08 de novembro de 2017 , 17h24

Projeto de lei aprovado nesta terça-feira, 7, na Câmara dos Deputados, obriga as empresas de telefonia e operadoras de telefonia celular a instalar bloqueadores de sinal em estabelecimentos penais. Caso contrário, poderão pagar multas com valores variando de R$ 50 mil a R$ 1 milhão. A matéria ainda será apreciada no Senado.

A proposta d'prazo de 180 dias para que as empresas instalem os equipamentos e também ficam responsáveis pela manutenção, a troca e atualização tecnológica dos equipamentos e de soluções tecnológicas relacionadas a eles. A Anatel ficará responsável por editar um regulamento para o cumprimento da regra e fiscalizar a instalação e as condições de funcionamento dos bloqueadores.

De acordo com o texto do PL 3019/2015, quando houver mais de uma empresa de telefonia e operadora de celular em uma mesma área de cobertura, elas responderão solidariamente pelas obrigações previstas no projeto e deverão cumpri-las mesmo que o respectivo contrato de concessão ainda não contenha cláusulas exigindo essa providência. Nos contratos de concessão firmados a partir da publicação da futura lei, deverão constar as obrigações previstas no projeto de lei.

COMENTÁRIOS

2 Comentários

  1. RAFAEL DE ALMEIDA disse:

    Seria mais simples proibir a entrada de celulares nos presídios. E como são carregados dentro dos presídios, existem tomadas nas celas?

  2. Erick disse:

    Deveria ser obrigação do estado e nao das teles.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top