OUTROS DESTAQUES
Análise
Velocidades acima de 34 Mbps na banda larga fixa dobram em 12 meses
quinta-feira, 24 de agosto de 2017 , 16h02

Em julho, a banda larga brasileira cresceu quase a mesma coisa do que no mês anterior: 213,3 mil adições líquidas (aumento de 0,77%), totalizando 27,896 milhões de acessos. No comparativo anual, o crescimento foi de 6,04%, ou 1,589 milhões de adições líquidas. Os dados foram divulgados pela Anatel nesta quinta-feira, 24.

Em se tratando de faixa de velocidade, manteve-se a tendência de crescimento nas conexões mais rápidas, sobretudo na faixa de 12 Mbps a 34 Mbps: 2,35%, totalizando 7,529 milhões de acessos. No ano, esse recorte tem aumento de 12,40%. A única outra faixa a apresentar crescimento foi a de conexões acima de 34 Mbps: 3,72%, total de 3,550 milhões de linhas. No ano, porém, essa base dobrou de tamanho, um crescimento de 99,95%. Há um ano, essa faixa era 6,75% das conexões brasileiras. Em julho de 2017, já representava 12,73% do total dos acessos. Confira a evolução no gráfico abaixo.

Também como tem sido costume nos últimos meses (exceto em abril, quando cresceu menos, e em dezembro de 2016, quando houve queda), os provedores regionais foram o grupo de maior crescimento líquido. Foram 123,3 mil adições (aumento de 3,50%), totalizando 3,651 milhões de acessos. No ano, o avanço é de 39,64%, com 1,036 milhão de novos contratos. Proporcionalmente no total do crescimento do mercado, foi um pouco menor do que em junho (57,84% contra 63,35%). E apesar de liderar os acréscimos, o grupo de provedores continua detendo cerca de 13% do total.

A líder em SCM é a América Móvil (Claro, Embratel e Net), com 8,642 milhões de conexões. A companhia obteve seu maior crescimento líquido desde março, com 42,1 mil adições (aumento de 0,49%). No acumulado de 12 meses, o avanço é de 3,78%. A Vivo vem logo atrás, com 7,592 milhões de acessos, mas com uma base mais estável tanto no mês (aumento de 0,15%) quanto no comparativo anual (1,87% de crescimento). A Oi fechou julho com 6,431 milhões de acessos, aumento de 0,10% e 0,48% no mês e no ano, respectivamente.

A tecnologia que mais cresceu no mês foi a fibra, com 100,8 mil adições líquidas (crescimento de 4,35%) e totalizando 2,419 milhões de acessos. No comparativo anual, são 901 mil adições, avanço de 59,33%. O Cable Modem veio em seguida, com 69,6 mil adições (0,81%), total de 8,713 milhões de acessos. Nos 12 meses, são 212,6 mil novas conexões, aumento de 2,50%. Até mesmo a tecnologia xDSL, a maior base no País, mas baseada em cobre, apresentou adições líquidas: 1,1 mil. No entanto, no comparativo com julho de 2016, houve queda de 0,59%. São 13,313 milhões de contratos de banda larga nessa modalidade no total.

COMENTÁRIOS

3 Comentários

  1. Lelo disse:

    Aqui em minha cidade melhorou muito, graças a provedores pequenos de fibra. E agora em setembro a Vivo fibra também está chegando. A propósito, prevendo cancelamentos em massa da Oi velox, ainda par de cobre.

  2. LEITOR disse:

    DOCSIS CONTINUA CRESCENDO…

  3. Gilson disse:

    Aqui a Oi não mudou nada… Continua a mais de 10 anos com 1 Mbps, enquanto as vias rádios são superiores e bem melhores.

Deixe o seu comentário!

Top