OUTROS DESTAQUES
CRISE DA OI
Kassab diz que governo pode intervir na Oi se a empresa não encontrar investidor
quinta-feira, 10 de agosto de 2017 , 15h31

"A situação da Oi é muito preocupante, mas não chegou o momento de intervir", disse o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, ao comentar, nesta quinta-feira, 10, o resultado trimestral da concessionária. Para ele, a empresa precisa encontrar um parceiro que possa pagar suas dívidas e fazer os investimentos que ela é obrigada contratualmente a realizar.

"Se ela não encontrar esse parceiro não vai resolver os seus problemas. Sem isso, ela vai efetivamente fazer com que o governo faça uma intervenção, que nós não queremos", disse Kassab.  Ele afirmou que o governo está preparado para fazer a intervenção, inclusive com a edição dos mecanismos legais para fazê-lo.

"A Oi não vai chegar à falência. É evidente que se não conseguir um parceiro nós vamos intervir porque o serviço que ela presta não pode parar", disse o ministro. Mas, segundo ele, esse momento ainda não chegou. "Nós temos dado todo o apoio à prestadora dentro dos limites éticos", completou.

COMENTÁRIOS

3 Comentários

  1. Erick disse:

    Desejo dias melhores para a Oi… Que encontre uma saida…

  2. Erick disse:

    Desejo dias melhores para a Oi… Que encontre uma saida rapida.

  3. O que não se entende é como as concorrentes exibem receitas musculosas e a OI se perdeu no tempo e no espaço. Má gerência, péssimo serviço, corrupção? Agora é esperar o BNDES doar o dinheiro no mesmo modelo da JBS. E todos se salvam!

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top