OUTROS DESTAQUES
Mercado
Dilma e Barbosa citam reforma no setor de telecomunicações como estratégia para o crescimento
quinta-feira, 28 de Janeiro de 2016 , 22h25

Na reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social realizada nesta quinta, 28, a presidenta Dilma Rousseff ressaltou a importância de modificar especificamente o marco regulatório das telecomunicações, bem como simplificar a regulamentação, para ajudar a destravar a economia e o desenvolvimento do país. "O desafio de melhorar o ambiente de negócios no Brasil persiste, para o que será importante modernizar marcos regulatórios, como é o caso da mineração e das telecomunicações. Simplificar regras e procedimentos nas agências reguladoras, como é a reivindicação de muitos de vocês. E fazer reformas microeconômicas", disse Dilma em seu discurso.

Foi a primeira vez que a presidenta tratou desse tema. Ela foi precedida, no discurso, pelo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, que também reiterou a importância da reforma no modelo de telecomunicações como um elemento indutor do desenvolvimento econômico do Brasil. Segundo participantes da reunião (que foi fechada à imprensa), Barbosa disse que este trabalho de reforma será concluído este trimestre e que o governo pretende encaminhar um Projeto de Lei ao Congresso sobre o tema. Segundo ele, será um projeto com foco nas comunicações de dados e mobilidade, e será feito com base na consulta pública do ministério das Comunicações. A importância dessa reforma, disse o ministro, é que o setor apresenta rápido crescimento e é vetor de desenvolvimento de outras indústrias. Barbosa já havia manifestado estas posições na posse do ministro André Figueiredo, no final de 2015, quando ainda estava no ministério do Planejamento. O ministério do Planejamento também havia participado de discussões durante o último Painel TELEBRASIL, em setembro de 2015, em que o tema foi colocado.

A reunião do Conselhão deu posse aos novos conselheiros. Entre os 92 nomes estão o de José Félix, presidente do grupo América Móvil, único representante do setor de telecomunicações. Sérgio Gallindo, presidente da associação Brasscom, do setor de TICs, também participa. O conselho deverá agora ter uma agenda de grupos de trabalhos específicos em que os temas serão desenvolvidos, antes de novas reuniões plenárias.

COMENTÁRIOS

1 Comentário

  1. Abrir as portas para novas operadoras de tv a cabo disse:

    Oque impulsionaria de fato a economia seria uma nova operadora do porte da Net. Uma concorrente que abriria o mercado e daria um enorme impulso no setor de prestação de serviços entre outros…

Deixe o seu comentário!

Top