OUTROS DESTAQUES
TV por assinatura
TV paga segue em queda; base em novembro foi de 19,17 milhões
terça-feira, 19 de Janeiro de 2016 , 17h21

O serviço de TV por assinatura segue a tendência de perda de base, e registrou em novembro o pior mês em perda líquida desde que os registros mensais começaram a ser feitos pela Anatel. De acordo com dados da agência, as operações de TV no Brasil fecharam o mês de novembro de 2015 com 19,17 milhões de lares assinantes, uma penetração de 28,85% dos domicílios. Isso significa uma perda líquida, em um mês, de nada menos do que 232 mil clientes, mais do que o que havia sido registrado em dezembro de 2014, quando a Claro TV limpou quase 400 mil assinantes em sua base. No mesmo mês do ano anterior, a TV paga brasileira contava com 19,81 milhões de acessos de TV paga, o equivalente a uma densidade de 30,2 % dos lares. Trata-se de uma queda de 3,23% na base no período de um ano. Desde novembro de 2014 o mercado de TV paga perdeu 644 mil clientes. A retração em 12 meses é de 3,3%.

De acordo com os dados da agência reguladora, houve uma queda na base em todas as plataformas de distribuição de TV por assinatura. No entanto, embora ainda tenham perdido base, a distribuição por cabo e por FTTH seguem ganhando participação. O DTH, plataforma que não está amarrada a pacotes tripple play, tinha em novembro de 2014 61,96% da base, caindo para 58,64%. Já o cabo e o FTTH subiram de 37,51% e 0,45%, respectivamente, para 40,42% e  0,87%.

Grupos econômicos

Entre os grupos econômicos, a Americas Telecom (Net e Claro) é a que tem maior participação de mercado, com 52,12% (9,98 milhões), mas diminuiu de tamanho graças a uma perda de 113 mil clientes da Claro TV no mês, que chegou a 2,85 milhões de clientes. A operadora de cabo do grupo América Móvil, a Net, teve crescimento positivo no mês, de 15 mil assinantes. Outra operadora com retração de base em novembro passado foi a Sky, que agora tem 28,24% de market share e 5,41 milhões de assinantes, ou 67 mil a menos em relação a outubro. A  Telefônica/Vivo chegou a 9,55%  de mercado, com 1,83 milhão de clientes, mas destaque-se que a operação de DTH da GVT perdeu base no mês de novembro (cerca de 8,3 mil clientes), com um ganho nas operações da Telefônica (saldo positivo de 1,3 mil clientes). A Oi alcançou 6,09% de participação, com 1,16 milhão de assinantes, 1,4 mil a menos do que no mês anterior. Mas a grande queda em números proporcionais foi das operações da Blue, que foram vendidas no final do ano para a Net. A operadora perdeu um terço de sua base e registrou 45 mil clientes a menos em novembro, possivelmente uma limpeza decorrente da operação de venda. Nenhuma outra operadora de TV paga apresentou crescimento em novembro.

COMENTÁRIOS

3 Comentários

  1. Mauro L. Rodrigues disse:

    Tv por assinatura é pra Classe AB. Classe C é WhatsApp, Facebook e TV Digital

  2. Carlos Eduardo disse:

    e vai cair mais com o aumento que os governadores estaduais estão aplicando no icms, coisa de 50% de aumento…

  3. leitora disse:

    Az box + Gatonet + crise + baixa qualidade da tv por assinatura = QUEDA DE ASSINANTES

Deixe o seu comentário!

Top