OUTROS DESTAQUES
Apps
Apple diz que App Store obteve receita recorde de US$ 20 bi em 2015
quarta-feira, 06 de Janeiro de 2016 , 18h01

A Apple anunciou nesta quarta-feira, 6, que a sua loja de aplicativos App Store estabeleceu novos recordes de vendas durante 2015 e nas semanas do Natal e Ano Novo. De acordo com a empresa, nas duas semanas das festas de fim de ano, os consumidores gastaram mais de US$ 1,1 bilhão em aplicativos e em compras in-app (dentro do próprio aplicativo). Ainda segundo ela, somente no dia 1º de janeiro de 2016 os clientes gastaram mais de US$ 144 milhões.

Em todo o ano de 2015, somando aplicativos para iPhone, iPad, Mac, Apple Watch e Apple TV, além de compras in-app, as vendas da App Store atingiram mais de US$ 20 bilhões, segundo Philip Schiller, vice-presidente sênior de marketing mundial da Apple. "Somos gratos a todos os desenvolvedores que criaram aplicativos mais inovadores e interessantes para nossos clientes." O executivo informou que a App Store já pagou quase US$ 40 bilhões para os desenvolvedores em todo o mundo desde 2008, sendo o que mais de um terço desse valor foi gerado apenas no ano passado.

Ainda de acordo com Schiller, a App Store é responsável hoje por cerca de 1,9 milhão de postos de trabalho diretos e indiretos nos Estados Unidos. "Quase três quartos desses empregos, mais de 1,4 milhão, são de desenvolvedores de aplicativos, engenheiros de software e de aplicativos para o iOS." Além disso, diz ele, a economia de apps para o sistema operacional criou 1,2 milhão de empregos na Europa e 1,4 milhão, na China.

A Apple disse que as categorias de produtos mais populares da App Store em 2015 foram nos segmentos de jogos, redes sociais e entretenimento, principalmente para o game Minecraft: Pocket Edition, Trivia Crack e Heads Up!, e para ficar em contato com amigos e familiares usando o Facebook Messenger, WeChat e Snapchat. Os jogos e aplicativos vendidos por assinatura dominaram o ano, tais como o Clash of Clans, Monster Strike, Game of War – Fire Age e Fantasy Westward Journey, bem como Netflix, Hulu e Match.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top