OUTROS DESTAQUES
Espectro
Abrint pede à Anatel o adiamento de leilão de sobras
sexta-feira, 04 de dezembro de 2015 , 15h47

A Associação Brasileira de Internet e Telecomunicações (Abrint) requereu o adiamento do leilão de sobras das frequências de 1,8 GHz, 1,9 GHz e 2,5 GHz, marcado para o dia 17 deste mês. O pedido foi protocolado na Anatel nesta sexta-feira, 4.

O argumento da associação é o curto prazo entre a publicação do edital, que trouxe o preço das faixas, e a entrega das propostas "para que os provedores possam entender o mecanismo de participação, reunir a documentação e ainda formular seus planos de negócios." O período entre a publicação do edital e a realização do leilão é de apenas 28 dias úteis, sustenta a entidade.

O presidente da Abrint, Erich Rodrigues, afirma que esse prazo na prática fica reduzido a 23 dias úteis, considerando que o envelope com a proposta de preço e toda a documentação tem de estar em Brasília na sede da Anatel até o dia 10 de dezembro. "Para quem está no interior do Brasil, como é o nosso caso, precisamos colocar nos Correios esse envelope com pelo menos 4 dias de antecedência, então o prazo se reduz ainda mais", afirma ele.

A Abrint ressalta no documento que compreende o momento de dificuldade econômica pelo qual passa o País, mas o prazo curto entre a publicação do edital e a realização do leilão ao invés de acelerar a arrecadação de recursos pode ter efeito contrário: afastar os provedores do leilão. "Confiamos na sensibilidade da Anatel para aceitar o nosso pedido. É a primeira vez que a agência realiza um leilão de frequência para provedores, o que pode ampliar a oferta de banda larga em cidades pequenas e médias, por isso, o País não pode desperdiçar essa oportunidade", afirma o presidente da associação.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top