OUTROS DESTAQUES
Finanças
Vivendi nega manobra para aumentar participação na Telecom Italia
terça-feira, 17 de novembro de 2015 , 18h09

A Vivendi enviou nesta terça-feira, 17, à entidade reguladora italiana Consob (Commissione Nazionale per le Società e la Borsa) comunicado no qual nega manobra para aumentar controle acionário na Telecom Italia (TI). A companhia francesa foi questionada a respeito de uma suposta ação em conjunto com Xavier Niel, fundador da operadora francesa Iliad, para aumentar a participação – atualmente, a Vivendi conta com 20,116% do capital da controladora da TIM.

A Iliad é a segunda maior acionista do grupo italiano. Em 29 de outubro, a companhia aumentou sua participação e acumulou 11,2% das ações com direito a voto na Telecom Italia. Caso houvesse a combinação dos dois acionistas, a participação aumentaria para 31,3%. A Consob indagou a Vivendi após publicação dos rumores na imprensa italiana.

No comunicado, a companhia nega ter "ações de reserva" diretas ou indiretas, na Telecom Italia. Nega ainda ter "posições potenciais" de acionista e ter feito contatos diretos ou indiretos com Niel "ou outros individuais interessados em definir uma posição a respeito da Telecom Italia". A companhia também diz não ter feito contato com membros da mesa de diretores da italiana ou de outras partes para informar da decisão de conversão de ações de reserva antes da reunião da diretoria que aconteceu em 5 de novembro.

Por outro lado, no último dia 15, a Telecom Italia confirmou ter recebido da Vivendi um pedido para adicionar quatro novos diretores no board da companhia italiana. Com isso, a composição do board passaria de 13 para 17 membros. Os nomes já indicados são Arnaud Roy de Puyfontaine, Stephane Roussel, Hervé Philippe e Felicité Herzog. Uma reunião do board da TI ainda está para ser marcada para decidir esta questão.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top