OUTROS DESTAQUES
Internacional
México garante desligamento da TV analógica até dezembro
terça-feira, 03 de novembro de 2015 , 19h45 | POR BRUNO DO AMARAL, DE CANCÚN, A CONVITE DA CISCO

O governo mexicano pretende correr com o desligamento da TV analógica até o final deste ano, mas há desconfiança se a administração pública conseguirá correr com a entrega de aparelhos – o governo subsidia um total de 13,8 milhões de TVs compatíveis com o padrão digital para a população vinculada a programas sociais. Segundo informou o coordenador geral da Sociedade da Informação e Conhecimento do Governo do México, Javier Lizarraga, mesmo faltando apenas dois meses, o prazo está mantido.

"Já iniciamos a entrega dos televisores em todos os estados, exceto em três – Chapas, Tabasco e Campestre -, mas estamos legais, as TVs estão em trânsito para a distribuição e vamos terminar neste ano como planejado; não temos problemas na parte de recepção (do sinal digital) e estamos cumprindo com a meta de 90% de cobertura nos locais carentes", disse durante assinatura de contrato de parceria com a Cisco para o lançamento do projeto de inclusão digital em um centro Punto Mexico Conectado (PMC), que aconteceu nesta terça-feira, 3, em Cancún.

Lizarraga insistiu que o switch-off no País, mesmo adiantado (o plano inicial era de desligamento em 2021) caminha conforme planejado. "O processo de transição da TV digital se concluirá em dois meses", declarou ele. Ele garante também que a comunicação será intensificada ainda: "Vamos iniciar uma campanha muito mais agressiva em nível nacional." A visão do governo mexicano é que, uma vez que a agência reguladora local Ifetel comece a divulgação da data do apagão nos canais (prevista para o dia 31 de dezembro), haverá uma maior adoção dos novos aparelhos. Ele também acredita ser necessário uma campanha para ajudar o cidadão a sintonizar os novos canais digitais.

O governo mexicano também trabalha com a indústria e com o Ministério da Fazenda para "anunciar ações correspondentes" para a distribuição de conversores para o sinal digital. Segundo disse Lizarraga, o preço desses aparelhos no mercado mexicano varia entre 500 (R$ 115) e 600 pesos (R$ 138). Assim como no Brasil, o switch-off permitirá às operadoras móveis o aproveitamento da faixa de 700 MHz para a banda larga móvel em LTE.

México Conectado

O papel da Cisco com a Secretaría de Comunicaciones y Transporte é a instalação de 32 sistemas de telepresença SX80 Codecs na rede dos centros do PMC com sócios de canais de vendas locais. Essas instalações também terão acesso à plataforma de conferências WebEx. Três dos pontos contarão com a Cisco Networking Academy, que oferecerá programas de aprendizagem básicos e laboratório de Internet das Coisas (IoT).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top