OUTROS DESTAQUES
Serviços governamentais
Claro vence leilão para construção da rede entre agências dos Correios
terça-feira, 03 de novembro de 2015 , 16h28

Em disputa acirrada com a BT Brasil Telecom, a Claro venceu, nesta terça-feira, 3, a licitação dos Correios para interligar as unidades da empresa por meio de rede de dados IP. O valor vencedor foi de R$ 699,8 milhões, R$ 2 mil a menos do que ofereceu a concorrente, que tem dois dias para entrar com recurso.

Esta foi a segunda licitação do mesmo serviço. A primeira foi anulada por determinação do Tribunal de Contas da União (TCU), que considerou ilegal a alteração de preço dos itens pela empresa vencedora, a BT Brasil. Neste pregão, a BT ofertou a prestação do serviço por R$ 742 milhões, valor maior do que o ofertado pela Claro.

Os lances no pregão desta terça-feira começaram bem mais altos. A proposta inicial da Claro foi de R$ 2,6 bilhões, enquanto que a da BT Brasil era de R$ 1,3 bilhão. O valor vencedor foi apresentado no 183º repique.

A se confirmar o resultado, o grupo América Móvil voltará a ser o provedor de banda larga dos Correios, contrato que havia perdido para a BT Brasil há alguns anos. Este é considerado um dos maiores contratos de serviços ao governo, pois inclui conectividade em agências em todo o país.

Na semana passada a Telebras anunciou um piloto de prestação de serviços ao cidadão em conjunto com o Serpro, utilizando as agências dos Correios como local para a instalação de equipamentos. Na ocasião, o presidente da Telebras, Jorge Bittar, manifestou o interesse de também vir a prestar, no futuro, o serviço de conectividade aos Correios, mas a estatal aguarda a disponibilidade de seu satélite SGDC, previsto para entrar em operação no começo de 2017, para não depender de rede de terceiros para o serviço.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top