OUTROS DESTAQUES
TV digital
Ministro das Comunicações diz que não mexe, ainda, nas metas de 93% dos domicílios para desligamento
segunda-feira, 26 de outubro de 2015 , 22h38

O ministro das Comunicações André Figueiredo disse nesta segunda, 26, na abertura da Futurecom,  que ainda não tem uma posição sobre o adiamento do cronograma de TV digital, e que quer ter uma definição nas primeiras duas semanas de novembro. Segundo ele, não existe a possibilidade, agora, de se mexer no percentual de 93% de domicílios aptos a receber o sinal digital. Pelo menos por enquanto. Mas ele indicou que pode trabalhar nos critérios sobre os domicílios que seriam contados para que se chegue a esse percentual. "Dependendo do critério temos 70% ou 49% de domicílios cobertos. Isso é algo que vamos olhar", disse, referindo-se às medições em Rio Verde. Segundo o ministro, a ideia é que o adiamento ou não seja pactuado com as teles e as emissoras de TV, mas que se não houver um entendimento o Minicom vai arbitrar. Ele disse ainda que não existe a possibilidade de desligar o sinal analógico com apenas metade da população recebendo os sinais, indicando que Rio Verde, se não tiver uma melhora nos índices, deve ter o seu desligamento postergado. Ele disse que provavelmente Brasília seja uma possibilidade melhor para que se faça o desligamento inicial, em 2016, "por ser uma cidade em que há todas as geradoras".

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top