OUTROS DESTAQUES
Cable 2012
Operadoras de cabo precisam abrir suas redes a desenvolvedores de aplicativos, diz Comcast
segunda-feira, 21 de Maio de 2012 , 20h59 | POR SAMUEL POSSEBON, DE BOSTON

As operadoras de TV a cabo dos EUA precisam seguir o exemplo das operadoras de telefonia móvel para não perderem espaço no ambiente dominado por aplicativos over-the-top e dispositivos conectados. "Certamente não temos condições de produzir toda a inovação demandada pelos usuários, por isso é importante que as operadoras abram as suas redes para que desenvolvedores externos o façam", disse o CTO da Comcast, Tony Werner, durante a Cable 2012, evento de TV por assinatura dos EUA que acontece esta semana em Boston. Ele se referia às API, ou interfaces de integração de aplicações que permitem aos aplicativos obterem informações sobre a rede das operadoras e "conversarem" com os sistemas das próprias operadoras. Segundo Werner, com a tendência de adoção de uma plataforma IP comum a vários dispositivos, as operadoras de cabo não podem deixar suas redes isoladas para esses aplicativos. "As pessoas gostam dos smartphones e tablets, por exemplo, porque elas têm os conteúdos de Internet de várias formas, em diferentes aplicativos. A inovação não vem necessariamente do que nós apresentamos a elas", disse o executivo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top