OUTROS DESTAQUES
Infraestrutura
TIM lançará serviço de banda larga fixa de até 100 Mbps
segunda-feira, 05 de dezembro de 2011 , 18h26 | POR FERNANDO PAIVA

A TIM, através de sua subsidiária TIM Fiber, entrará no mercado de banda larga fixa residencial usando a rede de 5,5 mil Km de fibras ópticas da antiga AES Atimus que cobre 21 cidades das regiões metropolitanas do Rio de Janeiro e de São Paulo. O plano de negócios prevê atingir uma base de 1 milhão de assinantes e R$ 950 milhões de receita anual em 2016. Serão oferecidas velocidades de 20 Mbps a 100 Mbps. A empresa promete garantir 60% da velocidade nominal, e não 10% como o mercado trabalha. "Vamos oferecer banda ultralarga. As outras serão bandas ultrapassadas", brincou o CEO da TIM Fiber, Rogério Takayanagi.

O serviço da TIM mesclará fibra e VDSL. Em alguns casos, a fibra será levada até a casa dos clientes, no modelo conhecido como FTTH (fiber to the home). Em outros, a rede de fibra óptica irá até a portaria do edifício ou até a calçada, completando o caminho com VDSL sobre par de cobre. A distância entre a casa do assinante e a fibra jamais será superior a 400 metros, para garantir a velocidade de até 100 Mbps. Segundo Takayanagi, o uso de VDSL permite instalações mais rápidas e baratas. O FTTH, usado pela Telefônica em São Paulo, por exemplo, requer técnicos mais experientes e a instalação leva mais tempo.

Considerando uma receita média de R$ 60 ao mês por usuário, o executivo calcula que o retorno sobre a instalação do serviço ocorra em menos de 12 meses por domicílio. O break even da operação da TIM Fiber está previsto para acontecer em três anos. O retorno sobre seu investimento total, em cinco. A margem Ebitda deve ficar acima de 50%.

Mercado

Pelos cálculos da TIM, o mercado brasileiro de banda larga fixa movimenta atualmente R$ 10,7 bilhões ao ano e tem 16,1 milhões de assinantes. Cerca de 80% dessa base tem velocidades abaixo de 2 Mbps. Em 2014, esse mercado será de 29 milhões de assinantes, que gerarão uma receita anual de R$ 17 bilhões. A TIM deseja abocanhar tanto usuários novos, graças a uma relação atraente de velocidade e preço, quanto roubar clientes top de outras operadoras, com velocidades mais altas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top