OUTROS DESTAQUES
Satélites
StarOne vence leilão da segunda e terceira posições orbitais
terça-feira, 30 de agosto de 2011 , 17h01 | POR HELTON POSSETI

Com lances de R$ 37 milhões, a StarOne venceu a licitação para a segunda e terceira posição orbital. A proposta inicial da companhia foi de R$ 8,6 milhões tanto para a segunda quanto para a terceira posição, a segunda melhor atrás da HNS (Hughes) que ofereceu R$ 35,219 milhões também para ambas as posições. Na rodada de negociação, a StarOne elevou para R$ 37 milhões por posição e a Hughes preferiu desistir da disputa, o que aconteceu no leilão para as duas posições. A StarOne escolheu a posição 70º Oeste, onde vai utilizar as bandas, Ka e Ku, e a posição 84º Oeste, onde vai operar em banda Ku, Ka e x.
No caso da posição 70º Oeste, a companhia pediu uma faixa adicional, que é a banda Ku para serviço de dados. A banda Ku que já estava prevista para a faixa é a definida pelos apêndices 30A e 30B da UIT, usada para serviços de broadcast.
Desistência
Antes do início da segunda etapa da licitação, a Sky fez um pedido para se retirar do leilão, que foi aceito pela comissão de licitação depois de uma consulta à procuradoria especializada da agência. Como a vencedora da primeira etapa, a Hughes, escolheu a única posição que interessava à Sky, a companhia desistiu de disputar as demais posições. A Anatel executará a garantia de 10% sobre o preço mínimo, algo em torno de R$ 390 mil.
Luiz Fernando Barcellos, vice-presidente de engenharia da Sky, afirma que a companhia não tem interesse por nenhuma outra posição e por isso prefere se retirar do leilão ao correr o risco de uma das suas outras três propostas ser vencedora.
Barcellos explica que a posição escolhida pela Hughes era a melhor para a Sky devido à proximidade com o satélite que Sky usa atualmente, da Intelsat. Assim, a companhia poderia utilizar uma mesma antena na casa do cliente para captar canais que estejam em um ou no outro satélite. "A posição era melhor do ponto de vista de engenharia, de instalação, de serviço, de tudo", afirma ele.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top