OUTROS DESTAQUES
Regulamentação
Ministério quer reduzir tarifa do roaming internacional
quarta-feira, 10 de agosto de 2011 , 13h06 | POR HELTON POSSETI

Além da construção de novas redes de telecom por meio da Telebrás, o Ministério das Comunicações tem outra frente de trabalho relacionada à Copa e às Olímpiadas que acontecerão no Brasil: a redução do roaming internacional. Segundo o ministro Paulo Bernardo, o Minicom tem discutido com a Anatel de que maneira é possível baixar o preço do roaming internacional, que ele classificou como "exorbitante".
Bernardo reconhece que a agência tem limitações para exigir das empresas tarifas menores e que isso dependeria de um acordo conjunto com as operadoras. "Nós temos que fazer um estudo para ver o poder que a Anatel tem para regular isso", disse ele. O acordo valeria tanto para os estrangeiros que vêm ao Brasil quanto para brasileiros que visitam o exterior. "Quem já teve a infelicidade de habilitar o roaming de dados na Argentina leva um susto com a conta depois", disse o ministro.
Copa
Paulo Bernardo participou na manhã desta quarta-feira, 10, do evento TI e Telecom para Copa e Olímpiadas promovido pela IDC e pela Brasscom. Em sua apresentação, ele assegurou que todos os estádios serão conectados a uma capacidade de 20 Gbps em redundância pela rede da Telebrás, além dos 32 centros de treinamento das seleções e dos centros de mídia. Segundo ele, a presidenta Dilma Rousseff já teria liberado R$ 200 milhões para que a Telebrás construa a infraestrutura necessária nas cidades-sede da Copa, que estaria disponível para o mercado. Bernardo voltou a afirmar que o Estado não investirá na Oi, a operadora contratada pela FIFA. Os investimentos da Telebrás, segundo ele, são para que o Brasil cumpra o acordo firmado com a FIFA de garantir uma rede de suporte aos jogos que garanta que eles sejam transmitidos com qualidade e sem falhas para todo o mundo.
LTE
Segundo Bernardo, as empresas vencedoras do leilão da faixa de 2,5 GHz – que deve acontecer até outubro de 2012 – terão 12 meses para implantar as redes nas 12 cidades-sede da Copa. Esse prazo será incluído no edital de venda das faixas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top