OUTROS DESTAQUES
Consolidação
Para Anatel, entrada da Vivendi estimulará competição
segunda-feira, 16 de novembro de 2009 , 12h12 | POR MARIANA MAZZA

Para a Anatel, a compra da GVT pela Vivendi é um fato positivo para o setor de telecomunicações brasileiro. O presidente da agência, embaixador Ronaldo Sardenberg, comentou nesta segunda-feira, 16, o arremate da empresa anunciado pelo grupo francês e destacou que a operação deve ampliar a competição no Brasil. "Esse desenvolvimento é muito interessante porque traz mais um grupo para o setor. E nós vemos que a competição deve aumentar com esse novo grupo", comentou Sardenberg.
O presidente da agência não acredita que a decisão anunciada na última quinta, 12, de conceder anuência prévia à Vivendi, sem condicionantes, e à Telefônica, com condicionantes, tenha influenciado cabalmente no desfecho em favor do grupo francês. "A Anatel procedeu de acordo com o sistema de decisão que existe dentro da agência", respondeu o embaixador para ressaltar a neutralidade da autarquia sobre o assunto. Ele comentou ainda que a falta de imposição de condições à Vivendi está associada com a intenção de atrair investimentos para o Brasil. Mas o embaixador ponderou que a agência irá acompanhar a entrada da Vivendi e pode colocar regras para esta operação caso seja necessário no futuro.
O assessor especial da Presidência da República e coordenador do Comitê de Inclusão Digital, Cezar Alvarez, também viu com bons olhos o arremate da GVT pela Vivendi. "Quanto mais competição, melhor", comentou o assessor, que participou hoje de evento realizado pelo Ipea e pela Secretaria de Assuntos Estratégicos sobre banda larga em Brasília, assim como Sardenberg.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top