OUTROS DESTAQUES
Mobile marketing
Claro exibirá propaganda ao fim das ligações a partir de dezembro
terça-feira, 27 de outubro de 2009 , 17h49 | POR HELTON POSSETI

A partir de dezembro a Claro coloca no ar uma nova modalidade de mobile marketing. Com uma plataforma adquirida da norteamericana MyScreen, os clientes da Claro que fizeram o opt-in receberão uma imagem publicitária em tela cheia. A imagem aparece quando o usuário finaliza a chamada e ficará na tela durante alguns segundos, tempo em que o usuário poderá interagir com a propaganda. "O usuário poderá fazer um click to call, click to vídeo ou outras formas de interatividade", explica Fiamma Zarife, diretora de tecnologia e serviço de valor agregado da Claro.
O serviço será inicialmente lançado para as plataformas Blackberry e Symbian, mas depois será estendido para os aparelhos com Android e iPhone. Os usuários interessados em receber a publicidade deverão baixar um aplicativo. Se o serviço tiver aceitação, "a ideia é colocar o aplicativo embeded (já instalado de fábrica)", detalha Fiamma. A Claro deverá criar também algum tipo de bonificação para os usuários que recebam as propagandas, que poderá ser SMS, minutos de voz, um limite para acesso à rede de dados e WAP etc.
O modelo de negócio segue o tradicional revenue share, em que a operadora fica com uma parte da receita e a MyScreen com outra. "Estamos formatando a precificação, mas ela deve ser baseada no custo por mil (views)", diz Fiamma. Como o mobile marketing não é o core business da Claro, os anunciantes deverão ser trazidos pelas agências parceiras da operadora – que já tomaram conhecimento da nova ferramenta – e pela própria MyScreen.
A executiva diz que cerca de 50% dos clientes da Claro fizeram o opt-in para publicidade móvel – o que dá um público de mais de 20 milhões de pessoas. Embora a mídia celular seja tida como bastante assertiva e tenha índice de retorno maior que a Internet, o mercado se queixa da baixa segmentação que as operadoras conseguem fazer com as suas bases. Fiamma reconhece que, do ponto de vista técnico, é difícil criar essas bases, mas com o lançamento da nova plataforma, a operadora terá mais uma ferramenta para medir o interesse dos seus clientes.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top