OUTROS DESTAQUES
Serviços móveis
Samsung inicia novo posicionamento estratégico
quinta-feira, 22 de outubro de 2009 , 17h57 | POR DANIEL MACHADO

O crescimento dos serviços 3G e a convergência dos handsets com os serviços de valor adicionado (SVA) estão motivando a área de telecomunicações da Samsung a um reposicionamento estratégico global. A tradicional fabricante de celulares pretende se tornar, já a partir de 2010, um forte provedor de multiplataformas de entrega de serviços móveis. Para isso, segundo o vice-presidente da divisão de telecom da Samsung, Silvio Stagni, a companhia aposta na convergência da comunicação entre as "três telas", ou seja, dos celulares, dos computadores e das TVs, tendo o acesso à Internet como o elemento em comum. A empresa, que em abril deste ano lançou TVs com acesso a conteúdos web do Terra e Youtube, começou a revelar os primeiros passos rumo a essa convergência nesta quinta-feira, 22, ao apresentar, simultâneamente em diversos países, nove smartphones, mercado no qual possui participação irrisória e que pretende liderar no país já em 2010. E no início de novembro lançará no país sua nova linha de notebooks e netbooks, pegando carona no crescimento dos serviços 3G e em um segmento de eletroeletrônicos que, segundo a consultoria ABI Research, deve vender no mundo cerca de 139 milhões de unidades (apenas dos netbooks) até 2013. Os novos smartphones, bem como os minicomputadores, serão produzidos localmente. E as novidades não param por aí. A importância de se posicionar como um provedor de serviços é tão grande para a Samsung que a empresa anunciará, em janeiro de 2010, sua loja de aplicativos na Internet (app store), seara onde não é especialista. "Apesar de não ser este nosso core business, a loja agregará aplicativos e inovação à plataforma móvel da Samsung e isso é importante", revela Hamilton Yoshida, diretor de marketing para a divisão de telecom da Samsung. A companhia lançou app stores na França, Itália e Reino Unido e, segundo o Stagni, outros países serão contemplados. O Brasil, no entanto, está entre os quatro países-chave dentro dessa estratégia. O executivo não revela os nomes dos outros três, apenas que são da Europa e Ásia.
Smartphones
A estratégia da Samsung para liderar o mercado de smartphones em 2010 é ser, cada vez mais, multiplataforma. "Fomos a primeira a lançar aparelhos com Android no país. Também temos handsets com Windows Mobile e com o nossa próprio sistema e lançaremos outros smartphones com Symbian no ano que vem. E teremos também o Linux Mobile, quando ele existir", antecipa Stagni, que não perdeu a oportunidade de alfinetar a concorrência. "Ao contrário de alguns dos nossos concorrentes, que trabalham com plataforma única, acreditamos que há públicos para todos, ou seja, cada sistema operacional atende a uma determinada demanda".
Outro pilar no qual a Samsung se apóia para se tornar líder no segmento de smartphones é o crescimento da base de usuários. O executivo cita os números da consultoria GFK, segundo os quais a empresa conquistou 13 pontos de market-share no segmento de handsets nos últimos 12 meses, chegando a 23%, atrás somente da Nokia e da LG. "Estamos a somente dois pontos do segundo colocado e a cinco pontos do primeiro", comemora. O mercado total de celulares no Brasil, segundo ele, foi de 42 milhões de handsets comercializados, contra 45 milhões no ano passado. "O primeiro semestre foi mais retraído, mas já há uma recuperação em curso desde julho. Além do mais, há um mercado muito grande de substituição dos terminais, que acontece em média a cada 1 ano e meio", diz. Para ele, com o advento dos celulares inteligentes, a tendência é que esse tempo de substituição de terminais reduza ainda mais.
TV digital
Outra oportunidade de negócio, para a Samsung, está no mercado de celulares com recepção para a TV digital. "Notamos um crescimento grande nesse segmento e acreditamos que ele irá explodir com a Copa do Mundo, atingindo uma fatia de cerca de 5% da produção já no ano que vem", disse.
No segmento de minimodems, a Samsung segue firme com o intuito de não produzi-los. "Nossos handsets 3G operam como modems. Se o cliente assim desejar, basta ligá-los no cabo USB e utilizar a Internet no computador", explica.
Lançamentos
Os nove smartphones lançados nesta quinta-feira, 22, pela Samsung são o Samsung Galaxy (i7500), o Galaxy Lite (GT-i5700), o Omnia II (i8000), Samsung Pixon 12, Samsung Scrapy2, Scrapy Touch, Samsung Beat Techno (M2520), Samsung Corby e o Samsung Blue Earth (S7550). São handsets voltados para diferentes aplicações, públicos e faixas etárias, com recursos que permitem desde o carregamento de energia por meio de raios solares e o fácil acesso a redes sociais até recursos multimídia de última geração. Um dos handsets (S7550), é produzido com acabamento em plástico reciclado e foi desenvolvido para os usuários com consciência ecológica. Um outro (M2520) reconhece a música que está tocando no ambiente no qual o usuário se encontra e permite que o mesmo compre aquela canção utilizando a rede da operadora. Já o Samsung Pixon 12 está sendo apresentado como o primeiro do mundo com câmera fotográfica de 12 megapixels. Todos os lançamentos estão disponíveis em todas as operadoras e nas maiores redes varejistas do país e custam de R$ 399 a R$ 1799.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top