OUTROS DESTAQUES
Mercado
Telefônica lança planos para classes de baixa renda
terça-feira, 13 de julho de 2004 , 19h25 | POR REDAÇÃO

A Telefônica anunciou nesta terça, 13, o lançamento de três planos especiais para facilitar o acesso das classes C, D e E às linhas telefônicas, e também para combater a inadimplência: Linha da Economia, Linha da Super Economia e Número Recado. Os dois primeiros planos já eram oferecidos para mais de 850 mil clientes com dificuldades de pagamento. A operadora optou por estender os planos a todos os clientes e a expectativa é que sejam ativados mais de um milhão de terminais.
O usuário que optar pela "Linha da Economia", com custo a partir de R$ 22,30 mensais, poderá apenas realizar chamadas locais. Um cartão pré-pago será utilizado para as chamadas de longa distância e para telefones celulares. A "Linha da Super Economia", com mensais a partir de R$ 11,15, permite apenas o recebimento de chamadas; e o "Número Recado", sem mensalidade, funciona apenas para o recebimento de mensagens por meio de uma caixa postal.
De acordo com o comunicado da empresa, a operadora ?vai aproveitar a oportunidade para esclarecer ao público sobre as reais vantagens da linha fixa em comparação com as opções disponíveis no mercado?, uma vez que ?um minuto de ligação local pela 'Linha da Economia' custa até quatro vezes menos que o preço cobrado pela concorrência?. Os novos planos da Telefônica são uma clara reação ao início da campanha que a Embratel vem fazendo na TV para divulgar o seu plano residencial Livre, herdado da Vésper. O Livre não tem assinatura mensal, mas o preço do minuto das ligações é semelhante ao preço de um pulso – cobrado a cada quatro minutos.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top