OUTROS DESTAQUES
Unbundling
Nos EUA, governo prioriza incumbents e banda larga
quarta-feira, 23 de junho de 2004 , 20h21 | POR REDAÇÃO

Já não é apenas a Justiça norte-americana que não quer que seja obrigatória a concessão de tarifas mais baixas no unbundling de redes de telefonia fixa para as teles de longa distância AT&T, MCI e Sprint. O próprio presidente da Federal Communications Commission (FCC), Michael Powell, já estaria inclinado a aceitar o fim definitivo dessa regra, podendo mesmo ter sido o responsável pela recente decisão do presidente Bush de não apelar contra decisão judicial que considerou ilegais os descontos compulsórios no unbundling em função dos prazos do Telecommunications Act.
A imprensa especializada dos Estados Unidos está apostando agora que Powell defenderá um novo padrão de concorrência na telefonia fixa. Em lugar de penalizar incumbents, quer agora defender a sua estabilidade e saúde financeira, para que possam investir na banda larga, que é o foco da política de telecomunicações. Quem vai agora verdadeiramente concorrer com elas serão as companhias de TV a cabo, já bem implantadas com as suas próprias redes. Saem as operadoras de longa distância, entram as de TV a cabo. Em resposta à notícia de que a SBC Communications investirá US$ 6 bilhões em infra-estrutura de banda larga, Powell se entusiasmou: ?Esse é exatamente o tipo de investimento que nós estamos tentando impulsionar.?
Michel Powell disse que dentro de duas semanas a FCC anunciará regras provisórias de competição para a indústria de telecomunicações, até que fiquem prontas as novas normas definitivas no início de 2005.

De saída

A AT&T entendeu o recado e anunciou nesta quarta-feira, 23, que desistirá de operar telefonia local em sete estados norte-americanos devido ao fim dos descontos obrigatórios no aluguel de redes das operadoras de telefonia fixa.
É certo que até agora as incumbents não elevaram as taxas. Mas é uma questão de tempo. ?O aumento das tarifas no atacado significa que a AT&T não estará apta a servir seus clientes com os pacotes atualmente disponíveis?, disse a empresa em um comunicado.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top