OUTROS DESTAQUES
Valor adicionado
Vivo negocia com TVs abertas conteúdo para celular
terça-feira, 08 de junho de 2004 , 22h28 | POR FERNANDA PRESSINOTT, DE SAN DIEGO

Até o final deste ano a Vivo deve fechar seu primeiro contrato com uma emissora de televisão para o fornecimento de flashes de programação na tela do celular. O modelo de negócios ainda não está definido, porém o diretor de serviços de dados e de valor adicionado da operadora, Roger Sole, admite que as conversas estão avançadas com todas as emissoras, com exceção da Globo. ?Eles (a Globo) querem 99% de tudo, o que dificulta a negociação. Mas não desistiremos porque o conteúdo deles é o de melhor qualidade na área de TV.?
Segundo Sole, os aplicativos de vídeo serão o principal foco da Vivo neste ano. Somente em maio último foram realizados 250 mil downloads no serviço "Vivo ao vivo", e grande parte deles foram de clipes e trailers de cinema. Desde o começo de 2004, o número de downloads ultrapassou 1 milhão. ?Até o final do ano devemos ter no mínimo mais 500 mil downloads?, prevê Sole. O executivo participou da 4ª Conferência Brew da Qualcomm, realizada em San Diego, nos EUA, esta semana.
Para um futuro um pouco mais distante, entre um ou dois anos, Sole acredita que as aplicações de vídeo estarão consolidadas e novas soluções de videoconferência serão lançadas nos celulares.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top