OUTROS DESTAQUES
Interconexão
Retificação
quinta-feira, 29 de Abril de 2004 , 18h05 | POR REDAÇÃO

Na edição de terça, dia 27, este noticiário publicou na notícia "Aumento de até 10% mantém universalização, diz FGV", referente ao estudo da FGV sobre o impacto das tarifas de interconexão sobre o serviços móveis, que a tarifas das ligações fixo-móvel e móvel-móvel eram de R$ 0,70 e de R$ 0,35 em média, respectivamente. Na verdade, os valores são R$ 0,77 e R$ 0,64. Na mesma notícia, foi mencionado que as classes A e B passariam a representar 57% da base de telefonia móvel em 2007, ante os 55,1% atuais, e que as classes C, D e E passariam a totalizar 30% da base, contra os 24,1% atuais. O correto é dizer que estes números refletem a penetração do serviço móvel nas referidas classes, e não sua participação na composição da base. Neste caso, os valores reais, segundo a FGV, seriam: em 2003, as classes A e B representam 40% da base e as classe C, D e E, 60%. Em 2007, as classes A e B representarão 30% da base e as classes C, D e E, 70%.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top