OUTROS DESTAQUES
Handsets
Kyocera quer aumentar participação do Brasil em suas vendas
quinta-feira, 22 de Abril de 2004 , 15h19 | POR REDAÇÃO

Com apenas um ano de presença no Brasil, a fabricante japonesa de terminais móveis CDMA Kyocera Wireless, está disposta a aumentar a partir deste ano a participação do mercado brasileiro em suas vendas mundiais. De acordo com o presidente mundial da empresa, Tsuyoshi Mano, que está no Brasil esta semana, pelo pouco tempo de atividades no País, o potencial de crescimento no mercado brasileiro é bastante grande. Segundo ele, a participação da América Latina no volume global de terminais CDMA cai de algo entre 25% e 28% para 8% a 10% quando o Brasil, o maior consumidor de terminais da região, é incluído no cálculo, demonstrando que existe ainda muito espaço para o crescimento deste mercado. O executivo, contudo, não divulga as metas da empresa em participação de mercado ou volume de vendas.
Com produção terceirizada na Flextronics e Solectron, a empresa lançou nesta quinta, 22, seu terceiro terminal no mercado nacional, o Slider SE44, trimode (Amps, 800 MHz e 1900 MHz). Até agora a empresa vinha oferecendo apenas os modelos K112 e o Phantom.
A Kyocera procurará atuar tanto na oferta de aparelhos low end quanto dos mais sofisticados, equipados com aplicativos de dados, para competir com o GSM. Segundo Mano, a empresa está para lançar ainda este ano cartões PCMCIA e terminais EV-DO, além de modelos equipados para radiodespacho (push to talk). Os lançamentos, já disponíveis em outros países, como Japão e Estados Unidos, dependerão dos planos e testes da Vivo (única empresa de telefonia móvel a adotar o CDMA no Brasil).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top