OUTROS DESTAQUES
Aquisições
Telefónica consolidará operações da BellSouth na região
quarta-feira, 17 de Março de 2004 , 19h21 | POR REDAÇÃO

Com a compra dos ativos da BellSouth na América Latina, a Telefónica vai consolidar suas operações na região. Ou seja, juntará as que pertenciam à operadora norte-americana na Argentina, Chile, Peru e Guatemala, com as que já controla, formando uma só empresa. A afirmação é do presidente da Telefónica Móviles, Antonio Viana-Baptista. Quanto à Argentina, o executivo disse que continuará investindo na rede GSM existente, e justificou: ?Temos consciência da qualidade da companhia, que é a Movicom, por isto a compramos.? Viana-Baptista disse que também está a par das limitações da Argentina em relação a espectro. ?Se disserem que temos que devolver parte das freqüências, o faremos.?
Viana-Baptista participou do encontro de executivos da Telefónica da América Latina, realizado em São Paulo nesta semana. Nesta quinta, 18, estará em Buenos Aires com o presidente mundial da Telefónica, César Alierta, para tratar das questões que envolvem a operadora.
O contrato firmado entre a Telefónica Móviles e a BellSouth prevê que podem haver impedimentos regulatórios na compra dos ativos latino-americanos da operadora norte-americana. Desta forma, estabelece medidas para que se abra mão de investimentos não só na Argentina, como também no Peru e no Chile.
No Chile e na Argentina, a Telefónica tem uma participação de mercado em torno de 50%, ao somar os ativos adquiridos, enquanto no Peru a participação é superior a 70%, admitiu o presidente da Telefónica Latinoamericana, José María Álvarez-Pallete, responsável pela gestão dos ativos da operadora fixa na região. ?Isto está no quadro da legislação atual do Peru?, disse o executivo. ?O órgão regulador tem que verificar se não existe abuso de nossa parte e se está havendo competição.?

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top