OUTROS DESTAQUES
Serviços móveis
Push-to-talk não é trunking, afirma Nextel
quarta-feira, 03 de Março de 2004 , 17h29 | POR SÉRGIO DAMASCENO

Os serviços push-to-talk (radio-despacho) lançados pela Vivo e pela Claro não são a mesma coisa que o trunking, garante o porta-voz da Nextel, Carlos Alberto Piazza. Um dos grandes diferenciais é que os terminais da Nextel, que operam sobre a exclusiva tecnologia IDEN, da Motorola, trazem integrados os sistemas GPS, de localização via satélite. No caso das operadoras móveis, que usam o CDMA (Vivo) e o GSM (Claro), os serviços são baseados na triangulação de antenas, que localizam o usuário. Na Nextel, a localização é feita via satélite. Piazza diz que o sistema das operadores móveis está baseado sobretudo na tecnologia IP.
O porta-voz da Nextel afirma que a Nextel se manterá concentrada exclusivamente no mercado corporativo, para o qual desenvolve aplicativos específicos e que não tem pretensão nenhuma de explorar o mercado do usuário final. Para comparar os serviços Nextel ao das móveis, Piazza diz que nos EUA foi feita uma medição nos serviços push-to-talk da Verizon e verificou-se que a comunicação entre um rádio e outro demora de 9 a 15 segundos, ao passa que a comunicação entre rádios Nextel não passou de 0,5 segundo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top