OUTROS DESTAQUES
Tarifas
Reajuste das operadoras móveis é de 6,99%
sexta-feira, 06 de Fevereiro de 2004 , 17h53 | POR REDAÇÃO

A Anatel anunciou nesta sexta, dia 6, o reajuste de 6,99% para as tarifas móvel-móvel, móvel-fixo e fixo-móvel para todas as operadoras. A VU-M (tarifa de interconexão da rede móvel) foi reajustada, em média, em 7,94%. O reajuste será publicado no Diário Oficial da União de segunda, dia 9, e passa a valer dois dias após a publicação dos novos valores em jornais de grande circulação.
No caso das tarifas fixo-móvel, a data base é janeiro, sendo, portanto, considerado o IGP-DI do período de dezembro de 2002 a dezembro de 2003, que ficou em 7,67%. Com isso, foi aplicado um índice de produtividade de 0,63%. O impacto que este reajuste terá sobre a cesta de inflação será de 0,0524%.
No caso das tarifas móvel-móvel e móvel-fixo, a data base era dezembro, mas a Anatel resolveu unificar o reajuste com a tarifa fixo-móvel e considerou o período de novembro/2002 a dezembro/2003. Neste período, o IGP-DI ficou em 10,58%, o que resultou em uma produtividade de 4,29%. O impacto do aumento destas tarifas na cesta de inflação será de 0,00068%. Este valor é bem mais baixo do que o da tarifa fixo-móvel, porque o reajuste atinge apenas os planos básicos das operadoras, que correspondem a 2% da planta móvel (o que dá 920 mil assinantes).
A data-base da VU-M também era dezembro e foi trazida para janeiro. No período (novembro/2002 a dezembro/2003), o IGP-DI ficou em 10,58%. Cada operador teve um reajuste diferente, que na média, foi de 7,94%. Confira o reajuste médio de cada grupo de operadoras:

*TIM: 7,95%;
* Oi: 7,68%;
* Claro: 7,9%;
* Vivo: 7,92%;
* CTBC Celular: 7,98%;
* Sercomtel Celular: 8,52%;
* Telemig e Amazônia Celular: 7,9%.

Jarbas Valente, superintendente de serviços privados da Anatel, lembrou que, de acordo com o regulamento do SMP, a partir de junho deste ano os reajustes serão livremente negociados pelas operadoras. Para isso, a Anatel prepara uma série de regulamentos que servirão de parâmetro para a negociação entre as empresas. O presidente da Anatel, Pedro Jaime Ziller, considerou os índices obtidos na negociação muito positivos para os usuários de telecomunicações.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top