OUTROS DESTAQUES
Balanço
Telemar registra lucro de R$ 213 milhões em 2003
quinta-feira, 29 de Janeiro de 2004 , 11h32 | POR REDAÇÃO

A Tele Norte Leste Participações (TNLP), controladora da Telemar, encerrou 2003 com R$ 213 milhões de lucro líquido ? no ano anterior a empresa registrara um prejuízo de R$ 415 milhões. A receita líquida foi de R$ 14 bilhões, 18% a mais que em 2002. O Ebitda cresceu 16%, alcançando R$ 6,2 bilhões. ?Apesar do cenário de juros altos e do aumento das tarifas pelo IPCA em vez do IGP-DI, tivemos um bom resultado graças ao crescimento das receitas de longa distância, do mercado corporativo e do ADSL?, comentou Marcos Grodetzky, diretor de finanças e de relações com investidores da TNLP.
Em longa distância houve um aumento de 43% na receita bruta, alcançando R$ 2,9 bilhões. Na comunicação de dados, o crescimento anual foi de 31%, totalizando R$ 1,2 bilhão de receita bruta. Entre os grandes clientes do mercado corporativo conquistados em 2003 estão Banco do Brasil, Caixa Econômica, Visanet e ABN Amro. O Velox (acesso ADSL da operadora), por sua vez, quintuplicou seu número de assinantes, saltando de 41 mil no fim de 2002 para 217 mil em dezembro passado. A expectativa para 2004 é dobrar a base e alcançar até 450 mil usuários.
A planta de telefonia fixa manteve-se estável em 2003. A operadora encerrou o ano com 17,4 milhões de terminais instalados e 15,1 milhões em serviço. O grau de digitalização da rede atingiu 98,9%.
Em 31 de dezembro passado, a dívida líquida da Telemar era de R$ 7,8 bilhões, o que representa uma redução de R$ 1,3 bilhão em relação à mesma data em 2002. A empresa espera fechar 2004 com uma dívida líquida de R$ 7 bilhões. As provisões para devedores duvidosos (PDD) foram de R$ 598 milhões no ano passado, o que equivale a 3,1% da receita bruta, percentual menor que os 3,8% verificados em 2002.
A Oi registrou prejuízo líquido de R$ 840 milhões em 2003, mas no último trimestre teve resultado positivo de R$ 51,7 milhões. A empresa fechou o ano com 3,9 milhões de assinantes, sendo 83% de planos pré-pagos. A expectativa é alcançar 5,4 milhões de usuários ao fim de 2004.

Investimento

A TNLP investirá em 2004 entre R$ 2 bilhões e R$ 2,3 bilhões. Cerca de 60% do total será destinado à operadora fixa; 35%, à Oi; e 5%, à Contax. Em 2003, a empresa investiu R$ 1,682 bilhão, em torno de 20% abaixo do que estava originalmente previsto. A redução, segundo Grodetzky, se deveu ao fato de o reajuste das tarifas ter sido menor que o esperado.
A empresa projeta um crescimento de 3,2% do PIB brasileiro este ano, o que ajudará na melhora do desempenho do setor de telecomunicações.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top