OUTROS DESTAQUES
Fornecedores
Lucent quer crescer em serviços
quinta-feira, 15 de Janeiro de 2004 , 17h47 | POR REDAÇÃO

A Lucent espera aumentar este ano a participação dos serviços na receita mundial da companhia. Hoje, essa área responde por 22% do faturamento total. ?É possível que em dois anos nossas receitas oriundas de serviços e de produtos se igualem?, prevê o presidente mundial de serviços da Lucent, John Meyer, que está em visita ao Brasil esta semana.
No portfolio da Lucent, o serviço de recuperação de receita é considerado pelo executivo um dos que tem maior potencial de crescimento. ?Conseguimos recuperar entre 5% e 9% de receita perdida pelas operadoras?, afirma. Em alguns casos a empresa assina contratos de risco, segundo os quais seu pagamento provém de uma participação na receita que ela consegue recuperar para o cliente.
Outro serviço que promete crescer em 2004 é a otimização do uso de banda, lançado há apenas quatro meses e que por enquanto está disponível apenas para operadoras celulares com tecnologia CDMA. ?Estamos desenvolvendo uma solução para GSM também?, ressalta Meyer. Ele relata que o serviço proporciona uma economia média de 14% a 18% de banda.
No Brasil, entre as principais contas da Lucent estão o gerenciamento e a manutenção de cerca de um terço da rede da Brasil Telecom e de parte da rede da Pegasus. No mundo, um dos maiores contratos da área de serviços da empresa é com a Telecom New Zealand, que entregou à Lucent a operação de toda a sua rede.

450 MHz

Dentro de um mês a Lucent deve iniciar um teste com 450 MHz no Brasil. A companhia quer que a freqüência seja utilizada para a oferta de banda larga em áreas rurais, pois permite uma cobertura ampla com poucas ERBs. Já existem alguns casos bem sucedidos de uso dessa freqüência na Rússia e em outros países do leste europeu.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top