OUTROS DESTAQUES
Ações
Incorporação frustrada deixa mercado indeciso entre TCO e Telesp Celular
quarta-feira, 14 de Janeiro de 2004 , 19h58 | POR REDAÇÃO

Depois que a Telesp Celular desistiu de incorporar a TCO (e da troca de preferenciais da TCO por suas próprias PN), a dúvida dos analistas do mercado é saber com qual papel ficar: TSPP (Telesp Celular)ou TCOC?
Há, é verdade, opiniões convergentes de que a Telesp Celular deve perder entre 12% e 15% de seu valor porque já não poderão mais ser considerados totalmente os efeitos sinérgicos da incorporação da TCO. E também se considera que a TCO deve continuar perdendo peso porque muitos investidores pagaram mais pela ação, apostando que os portugueses melhorariam a oferta pela troca de ações, que era de uma TCOC4 por 1,27 TSPP.
Prospera, porém, a idéia de que os controladores da Telesp Celular acabarão tirando vantagem do cancelamento da operação. Isso porque, nos próximos meses, a performance da operadora de São Paulo deverá ser relativamente melhor que a da operadora do Centro Oeste. No final, a relação de troca poderá ser ainda mais desfavorável para os portadores de TCOC.
Jacqueline Lison, da Fator Corretora, por exemplo, acredita que a TCOC apenas manterá a situação dos últimos meses, quando foi beneficiada pela explosão dos negócios, principalmente da agropecuária de exportação da região e pela sua posição financeira (sem dívidas). Já a Telesp Celular pode abocanhar os resultados da melhora da atividade econômica no Estado mais rico do País e ainda terá o que ganhar com a queda da taxa de câmbio. O retorno de TSPP deverá ser maior.

Consolidação

A decisão da Telesp Celular de cancelar a incorporação da TCO deve mudar toda a estratégia de consolidação da Vivo. Inicialmente, a estratégia mais provável era a de iniciar a unificação das operadoras controladas pela Telefônica (teles Sudeste, Leste e CRT) assim que terminasse a incorporação da TCO pela Telesp Celular. O terceiro passo seria juntar os dois blocos em um só. Agora, segundo fontes confiáveis, a consolidação deverá ser feita de uma só vez, provavelmente ainda este ano.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top