OUTROS DESTAQUES
STFC
Intelig inicia prestação de serviços locais
terça-feira, 23 de setembro de 2003 , 17h18 | POR REDAÇÃO

A Intelig inicia nesta terça, 23, sua operação em telefonia fixa local a partir de dez capitais brasileiras. O foco será o mercado corporativo e principalmente as empresas que já são clientes da tele em serviços de longa distância e/ou de dados. Com o novo serviço, a operadora espera aumentar sua receita líquida e alcançar R$ 1,096 bilhão em dezembro próximo (no ano passado a receita líquida ficou em R$ 1,039 bilhão). Os serviços locais e a receita gerada pelo SMP a partir de agosto, ainda devem gerar uma margem Ebitda de 10% ante aos 7% de dezembro de 2002.
Para reforçar a idéia de expansão na prestação de serviços, a operadora mudou sua marca para Intelig Telecom. Segundo o vice-presidente de marketing e vendas da operadora, Kleber Meira, esse é um momento oportuno para acrescentar ?Telecom? a marca. ?Queremos mostrar que não temos apenas serviços de voz, somos uma operadora completa com as soluções mais modernas do mercado?.
A empresa não irá oferecer serviços para o usuário residencial por falta de regulamentação na desagregação de redes. No último dia 8, a empresa assim como a Embratel entregaram um relatório à Anatel mostrando as divergências na negociação entre eles e as incumbents locais na questão do unbundling. Segundo o diretor de assuntos regulatórios da Intelig, Alain Rivière, a modalidade de bitstream (que permite a prestação de serviços de banda larga como ADSL) deve ser regulada ainda este ano por meio de uma medida cautelar da Anatel enquanto a regulamentação completa de unbundling deve sair em meados de 2004. ?Na última reunião do Bafutto (Marcos Bafutto, superintendente de serviços públicos da Anatel) com a Câmara dos Deputados ele sinalizou que a medida cautelar para bitstream deve sair rapidamente?.
O serviço local da Intelig começa a ser oferecido nas cidades de Brasília, Belo Horizonte, Campinas, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Recife, Salvador e São Paulo, onde a operadora já tem rede instalada. Segundo Meira, esta região corresponde a 50% do tráfego corporativo local.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top