OUTROS DESTAQUES
Telefonia rural
Fornecedor indiano apresenta opção de WLL ao Minicom
sexta-feira, 12 de setembro de 2003 , 16h00 | POR REDAÇÃO

A Midas Communication Technologies, empresa indiana que desenvolveu a rede WLL utilizada no Brasil pela Nortelpa, a primeira espelhinho a entrar em operação no País, em Paragominas/PA, esteve na última quinta, 11, com o ministro das comunicações, Miro Teixeira, para apresentar o sistema corDECT de acesso fixo sem fio que a empresa considera ideal para operação auto-sustentável nas condições brasileiras, especialmente nas áreas rurais, com dificuldades de acesso por fio e com tráfego baixo de serviços de telecomunicações.
O corDECT opera simultaneamente voz e dados, em 70 kbps, e custa, segundo seus fabricantes, em torno de US$ 300 por acesso, 40% mais barato que os sistemas concorrentes. Os módulos de instalação do sistema são de mil linhas cada um. A empresa já instalou 120 módulos em diversos países do mundo.
Na Índia estão encomendados dois milhões de acessos, sendo 1, 5 milhão para uma única operadora que trabalha com telefonia rural. Segundo Elir Fernandes de Souza, gerente geral da Midas do Brasil, para compensar a fabricação no país, a empresa precisaria colocar no mercado cerca de 60 mil linhas por mês, sendo que a pretensão da Midas é ter no mercado brasileiro uma base de operação para toda a América Latina. O ministro Miro Teixeira disse aos representantes da empresa que o sistema não seria adequado para utilização com recursos do Fust que deverão utilizar sistemas de banda larga, mas perfeitamente adequados para operações de telefonia rural auto-sustentadas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top