OUTROS DESTAQUES
Áreas locais
Audiência em Brasília tem baixa participação
quinta-feira, 04 de setembro de 2003 , 17h53 | POR REDAÇÃO

A terceira e última audiência pública realizada pela Anatel sobre o Regulamento sobre Áreas Locais no STFC, desta vez em Brasília (as outras foram em São Paulo e Belo Horizonte), durou menos de duas horas e teve pequena participação. Tomaram a palavra somente seis pessoas: um vereador de Petrópolis, representantes da Telemar, Embratel e Intelig, o gerente do organismo do ministério da Integração Nacional para os municípios do entorno do Distrito Federal. O vereador Ronaldo de Melo, reclamou que ligar para Petrópolis do Distrito de Posse, distante 40 km da sede, custa R$ 0,34 por minuto por não ser considerada área local. O representante da região do entorno do DF pediu o enquadramento como área local de Brasília dos 22 municípios que formam o entorno (19 de Goiás e 3 de Minas Gerais) e não apenas dos quatro já previstos na proposta de Regulamento. Os representantes da Embratel e a representante da Intelig defenderam a proposta apresentada pela agência como benéfica para o usuário dos serviços de telefonia, sendo que a representante da Intelig pediu a retirada o dispositivo que prevê a manutenção dos atuais pontos de interconexão das operadoras de longa distância até 31 de dezembro de 2005.
Finalmente, o representante da Telemar, como nas audiências anteriores, criticou a proposta argumentando que as empresas locais terão prejuízo com as mudanças na medida em que forem eliminadas as cobranças das tarifas de longa distância nas áreas que passam a ser locais. A consulta pública será encerrada dia 15 de setembro.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top