OUTROS DESTAQUES
Conflito entre sócios
Previ diz que processará executivos da BrT pelo ataque aos próprios acionistas
quinta-feira, 28 de agosto de 2003 , 19h31 | POR REDAÇÃO

A Previ classificou como ?injustificada, abusiva e estranha? a atitude da Brasil Telecom (BrT) de pagar pela publicação de um informe publicitário em diversos jornais no qual critica a relação dos fundos de pensão ? dentre os quais a Previ ? com a mídia. ?É abusivo o uso de recursos da empresa para atacar seus acionistas, que têm se manifestado nos fóruns adequados para esposar suas opiniões e defender os pontos de vista que julgam mais adequados?, diz a nota enviada pela fundação à imprensa no fim da tarde desta quinta-feira, 28. A Previ pretende responsabilizar judicialmente os executivos da operadora pela atitude. Previ, Petros e Telos são acionistas da BrT, que hoje é controlada pelo Opportunity.

Mídia

No informe, a BrT cita uma ata de reunião da diretoria da Previ na qual consta a aprovação da contratação de uma empresa de relações públicas para orientar a mídia em situações de litígio. A fundação respondeu que ?mesmo tirado de seu contexto, o referido documento evidencia tão somente a contratação de "empresa de relações públicas" para assessorar as Fundações em seu relacionamento com a imprensa, o que se caracteriza como uma prática absolutamente normal e usual. Insinuar que tal prática objetiva instrumentalizar a imprensa e, por conseqüência, o poder judiciário é um raciocínio pobre, que ofende não tanto as Fundações, mas especialmente a própria imprensa e a Justiça?.
Em seguida, a nota a Previ lembra que o Opportunity é apenas administrador de recursos dos próprios fundos e que conseguiu assumir integralmente o controle da BrT utilizando-se de estratégias que estão sendo hoje questionadas na Justiça. Ao fim do comunicado, a fundação volta a criticar a atitude dos executivos da BrT: ?é lamentável que a empresa venha despender recursos para atacar publicamente seus acionistas, visando a proteger interesses muito bem remunerados?.
Petros e Telos preferiram não se pronunciar sobre o caso.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top