OUTROS DESTAQUES
Fornecedores
VP da Siemens prevê mais um ano de estagnação
terça-feira, 26 de agosto de 2003 , 19h12 | POR REDAÇÃO

Segundo estimativas do vice-presidente da Siemens do Brasil, Aluizio Byrro, em 2003 o investimento em infra-estrutura de telecomunicações não deve passar de R$ 2 bilhões para telefonia fixa e R$ 5 bilhões para a móvel, perfazendo um resultado praticamente equivalente ao do ano passado.
Segundo Byrro, ?se tirar o GSM, no Brasil não sobra nada?. Ele observa que as operadoras que adquiriram as licenças para o serviço móvel em 1,8 GHz não só investiram em infra-estrutura como também provocaram o investimento das operadoras TDMA e CDMA, que precisaram defender sua fatia de mercado.
O executivo da Siemens lembra que em 1998 as operadoras investiram cerca de R$ 9,5 bilhões em infra-estrutura, dos quais R$ 6,5 bilhões foram alocados por teles fixas. Em 2001, os investimentos atingiram R$ 24 bilhões, sendo a telefonia fixa responsável por R$ 20 bilhões. O ano de 2002 sofreu uma queda brutal nos investimentos, totalizando cerca de R$ 8,5 bilhões, divididos meio a meio entre operadoras fixas e móveis. ?A queda só não foi maior porque havia pedidos em carteira que apenas foram faturados em 2002?, observa Byrro.
Mundialmente também não há perspectivas de crescimento até 2005, devendo o investimento global em telecomunicações ficar na média anual de US$ 36 bilhões, como em 2002, completa Byrro.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top