OUTROS DESTAQUES
SMP
TIM Sul compartilhará 90% da rede TDMA com GSM
quarta-feira, 13 de agosto de 2003 , 18h50 | POR REDAÇÃO

A TIM Sul lançou nesta quarta-feira, 13, a rede GSM em Curitiba e mais 11 cidades paranaenses. A operadora manterá duas redes: a nova, em GSM, e a anterior, em TDMA. As duas tecnologias coexistirão, ainda, com o sistema analógico, o AMPS. De acordo com o diretor comercial da TIM Sul, Maurício Roorda, cerca de 90% da infra-estrutura em TDMA será compartilhada com a rede GSM. O restante da rede GSM, com diferenças de freqüências e de configuração, necessitará de sites novos.
Atualmente, a rede da TIM Sul tem 803 ERBs TDMA, incluindo os estados do Paraná, Santa Catarina e a cidade de Pelotas (RS). Também os canais de venda da operadora comercializarão aparelhos de ambas as tecnologias, desde que a localidade seja coberta pelo GSM. À medida que a expansão GSM for ocorrendo, os canais também serão ampliados.
O gerenciamento da rede GSM ficará atrelado à operação da TIM do Brasil e, segundo Roorda, pelo fato do compartilhamento de redes ser alto, o custo adicional para manutenção de duas redes não é elevado.

Migração

A expectativa da TIM Sul é que cerca de 7% da sua atual base de assinantes, ou aproximadamente 120 mil usuários, migre para o GSM até o final deste ano. A base total é de 1,8 milhão. Entretanto, diz Roorda, não haverá incentivo para a migração do TDMA para o GSM. ?Essa migração deverá ser espontânea, não forçaremos o assinante?, afirma. Na Itália, diz o diretor, o GSM foi implantado em 1994 e convive até hoje, quase uma década depois, com o sistema analógico. A TIM Sul deve investir R$ 200 milhões nos próximos 12 meses no overlay de sua rede. O lançamento do GSM começou nesta quarta-feira, 13, com o pré-pago, porque a rede e os sistemas dessa modalidade já estavam operacionais. Na próxima semana, o mesmo acontecerá com o pós-pago.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top