OUTROS DESTAQUES
Banda larga
EBA fabricará modems PLC no Brasil
segunda-feira, 11 de agosto de 2003 , 17h24 | POR FERNANDO PAIVA

A Enterprise Buenos Aires (EBA) será a primeira empresa a fabricar modems para Power Line Communications (PLC) no Brasil. Esta é a tecnologia que permite a transmissão de dados através de pulsos elétricos, usando a infra-estrutura das companhias de distribuição de eletricidade. A produção dos modems começará dentro de 90 dias em uma fábrica em Santa Rita do Sapucaí, Minas Gerais. O anúncio foi feito nesta segunda, 11, durante o IV Seminário sobre Broadband Over Powerline, no Rio de Janeiro.
De acordo com Alexandre Vidal, subgerente da divisão de engenharia da EBA, os modems a serem fabricados no país foram planejados especialmente para se adaptar às características da rede elétrica brasileira. A princípio, as primeiras unidades produzidas servirão para os testes feitos por diversas utilities que já atuam de alguma forma em telecomunicações, como a Copel, Light, Eletropaulo, Cemig e outras. Só depois deve começar a fabricação dos demais componentes necessários para a instalação de uma rede PLC para acesso à Internet em banda larga.
O preço final do modem ainda não pode ser revelado, mas Vidal adianta que será mais baixo que os modems para ADSL e TV a cabo. A velocidade de transmissão varia de 10 Mbps a 45 Mbps. A faixa de freqüência utilizada está entre 1 MHz e 30 MHz, ou seja, bem acima dos 50 Hz a 60 Hz da rede elétrica.

Regulamentação

A EBA espera que até o final do ano a Anatel conclua uma regulamentação para o uso da tecnologia PLC no Brasil. Por enquanto, os equipamentos da empresa atendem às normas americanas, mas podem ser facilmente adaptados a quaisquer novos limites que venham a ser estabelecidos pela Anatel, garante Vidal.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top