OUTROS DESTAQUES
Balanço
AL rende 25% da receita total da Telefónica Móviles
segunda-feira, 28 de julho de 2003 , 17h25 | POR REDAÇÃO

As operações da Telefónica Móviles na América Latina – Brasil, México, Argentina, Peru, Guatemala e El Salvador – foram responsáveis por 25% da receita total da operadora espanhola no primeiro semestre deste ano. A região respondeu por receita total de US$ 1,332 bilhão (US$ 1,428 bilhão no mesmo período do ano passado). A receita total da operadora móvel espanhola no período foi de US$ 5,327 bilhões.

Destaque

O destaque do balanço do braço móvel da Telefónica é a reversão do prejuízo de 2002. Em junho do ano passado, o prejuízo líquido foi de US$ 4,980 bilhões. No mesmo período deste ano, a operadora obteve lucro líquido de US$ 895 milhões, ou seja, resultado 118% superior ao obtido no primeiro semestre do ano passado.
Esse resultado deve-se, conforme o balanço, a um controle estrito de custos e ao impacto positivo nas diferenças de câmbio pela absorção do peso argentino na dívida da Unifón (operadora argentina), ainda que no primeiro semestre de 2002 este mesmo critério tenha causado um impacto negativo nos resultados do grupo.

EBITDA menor

As operadoras latino-americanas da Telefónica obtiveram EBITDA de US$ 334 milhões, queda de 25% ante o mesmo período de 2002, quando registrou US$ 448 milhões. No mesmo período, a margem EBITDA também registrou queda, passando de 31,4% para 25,1%.
No conjunto, a base de assinantes da Telefónica na AL registrou aumento de 122% em relação ao ano passado. São 23,3 milhões de assinantes (10,5 milhões em junho de 2002). Tal resultado deve-se à incorporação da TCO/NBT no Brasil e da Pegaso Telecomunicaciones no México.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top