OUTROS DESTAQUES
SMP
Valor de propostas para rede da BrT já caiu mais de 50%
quarta-feira, 23 de julho de 2003 , 12h17 | POR SÉRGIO DAMASCENO

A aliança entre a Brasil Telecom (BrT) e Telemig Celular/Amazônia Celular na Request for Proposal (RFP) para a aquisição, no caso da operadora fixa, e overlay, sobre as redes TDMA das operadoras móveis, já obteve uma redução superior a 50% no valor total desde o seu início, em janeiro deste ano. Foi o que informou nesta quarta, 23, o presidente das operadoras móveis, João Cox. Segundo ele, ainda não há uma previsão de quando serão escolhidos os fornecedores e as empresas não têm pressa de migrar. Da mesma forma, ele diz ainda não haver um definição entre o GSM e o CDMA, embora no mercado a escolha da primeira tecnologia seja dada como certa. As negociações continuam e chegarão até o ponto em que a equação entre a conta da operadora e dos fornecedores fechar, disse ele.
A RFP está dividida em cinco lotes: três da BrT e os dois restantes da Telemig e Amazônia. Segundo Cox, apesar das negociações da BrT e da Telemig/Amazônia serem conjuntas, a contratação será individual. O tempo de contratação e de montagem de ambas as redes será definido isoladamente pelas empresas.

Investimentos

O investimento da Telemig e Amazônia para este ano é de R$ 90 milhões, dos quais R$ 25 milhões já foram empregados até junho. Mas, esse valor não inclui os investimentos na migração para o Serviço Móvel Pessoal (SMP) e tampouco a migração tecnológica. As operadoras estão trocando suas plataformas de billing e de CRM mas esta troca não tem relação com a migração.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top